Um evento único na nossa terra

V JornadasGalegoPortuguesasDefinitivo

Clicar na imagem para alargar e ver detalhes.

[Actualização: Uma vez passadas as Jornadas, cá está uma crónica da mão dos amigos e amigas do DTS (12/04/16)]

Só faltam uns dias para as V Jornadas das Letras Galego-Portuguesas (2-3 Abril) que, como no ano passado, contam com o apoio e colaboração da IDG.

Numa nova edição organizada pelo colectivo amigo Desperta do Teu Sono, a Junta de Freguesia de Pitões das Júnias e outros (ver imagem), teremos a imensa fortuna de contar com o Prof. Francesco Benozzo (entrevista a não perder na ligação), um dos grandes investigadores internacionais da nossa Terra e cultura e candidato a Prémio Nobel, além doutros participantes de muito alto nível.

Aliás, esta será uma boa oportunidade de encontro para todas aquelas pessoas interessadas em estabelecer um contacto “real” com a IDG, seja por vontade de mais informação ou por considerarem um possível ingresso na Irmandade, o qual requer sempre um contacto pessoal nalguma altura. Será a primeira presença pública da IDG desde o passado Magusto.

Reproduzimos pois o programa completo deste evento totalmente aberto e gratuito, para desfrute de quem quiser e puder passar por Pitões das Júnias este próximo fim de semana, sem mais:

 

Sábado 2 Abril

10h Abertura, com o Sr Dr. Orlando Alves (Presidente da Câmara de Montalegre), a Sra Dra. Lúcia Jorge (Presidente da Junta de Freguesia de Pitões) e o Sr Dr. José Barbosa (A.C. Desperta do Teu Sono).

10h30 Sr Dr. Marcial Tenreiro (Univ. da Corunha): A lança na água e a espada na pedra. Rito e território entre germanos e celtas.

11h15 Sr Dr. Marcos Celeiro (A.C. O Iríbio): A evolução da ‘Cruz Celta’ até o dia de hoje.

12h Sessão de perguntas e debate, moderado pela Sra Doutora Maria Dovigo (Academia Galega da Língua Portuguesa).

16h30 Prof. Doutor Francesco Benozzo (Univ. de Bolonha, Itália): Uma paisagem atlântica pré-histórica. Etno-génese e etno-filologia paleo-mesolítica das tradições galegas e portuguesas. [esta intervenção será em inglês com tradução simultânea]

17h15 Sessão de perguntas e debate (Maria Dovigo).

18h30 Actuação musical: 2naFronteira +convidados.

20h Jantar/Churrasco popular.

22h Programa Erasmus: “Adventure of Reading”, Folião e Gaiteiros de Pitões

 

Domingo 3 Abril

10h Sr Graciliano Barros: Ourivesaria e arte céltica no S. XXI no NO peninsular.

10h45 Prof. Doutor José Rodrigues (Univ. Lusíada Porto): A raiz celta dos ordálios medievais.

11h15 Debate e conclusões (Lúcia Jorge e Maria Dovigo).

13h30 Encerramento das Jornadas.

16h Visita comentada a Pitões das Júnias: EcoMuseu, Mosteiro e Cascata (a pé).

 

[Actualização: Uma vez passadas as Jornadas, cá está uma crónica da mão dos amigos e amigas do DTS (12/04/16)]

3 responses to this post.

  1. Posted by Hugo Teixeira on 06/04/2016 at 18:37

    ELOGIO À MINHA TERRA

    O teu mar, ó minha terra
    Tem tempero que baste
    Apurou-se com a guerra
    Pela qual te afirmaste

    Não nos gela esse mar
    Apenas nos tornou duros
    Quem veio para te derrotar
    Não previa tais apuros

    Tem as ondas ideais
    Para impores o teu respeito
    Mas nessas ondas tais
    Nos acolhes junto ao peito

    Tens esse belo manto
    Que só a nós conforta
    O nevoeiro que é tanto
    Nós amamos, que importa

    Esse nevoeiro claro
    Que mistifica a escuridão
    Se não torna o sol raro
    Já modera a excitação

    Linda terra, onde os planos
    Vales, montes e montanhas
    Parecem perder anos
    Com a beleza que ganhas

    E os rios que eles lançam
    Com suas danças lascivas
    Vaidosos o mar alcançam
    A todos lançando vivas

    Que dizem as árvores tuas
    Na sua ancestral sabedoria
    O brio a que nos habituas
    Doce fruto de sua magia

    São firmes e opulentas
    Apontando à memória
    Nos seus ramos acalentas
    Os bravos da tua história
    Os alimentos

    Acredita que não esqueço
    A tua infinita ternura
    Quando dás mais do que peço
    Na dádiva da seitura

    Belos bichos tu acolhes
    Entre o verde que em ti cresce
    Para todo o lado que olhes
    Há amor que em ti floresce

    A riqueza dos teus seres
    São sinal do paraíso
    Impossível de perderes
    Se houver final juízo

    Lança-me às bruxas e duendes
    Que por medo não vou e venho
    Sou devoto, sei que entendes
    E alguns lobos amigos tenho

    Insondável te fizeste
    Invencível te disseram
    Ó terra, que tanto deste
    E mais ainda de ti esperam

    Alegra-me com as cores
    Da esperança do Entrudo
    E eu te brindo com flores
    Isso o digo e já não mudo

    Refresca-me no escuro
    Do inverno que acalma
    Pois aqui eu te juro
    Que me fortalece a alma

    Sopra as folhas que eu ouço
    E musica para mim será
    E alegre como um moço
    A tocarei pela manhã

    À gaita aperto os foles
    A concertina é desafiada
    E co’as vozes nada moles
    Cantamos à desgarrada

    Em transe todos entramos
    Ao som da tua tradição
    É coragem que tragamos
    Quais xamãs em vibração

    E o néctar das divindades
    Bebo, por cordas embalado
    Não me afligem as verdades
    Afinal és belo fado

    Esse amor, de homens leais
    Que primam pela franqueza
    Aprendemos que vive mais
    Quem agracia a Natureza

    E os homens e as mulheres
    Que acolheste no passado
    Seu exemplo, como queres
    Não deixarei olvidado

    E assim farei justiça
    Por tudo que me ensinaram
    Aqui darei o peito à liça
    Pelos valores que me deixaram

    Honrarei a oferta abençoada
    De nascer em terra tão bela
    Jamais verá atraiçoada
    A confiança que me tem ela

    Esta honra não é orgulho
    Antes tenho o compromisso
    Nos teus braços eu mergulho
    E assim me tens submisso

    Se é melífluo o sentimento
    Nenhuma mágoa ele encerra
    Temo um dia o retraimento
    De te não dar a vida, ó terra

    Responder

  2. Posted by Hugo Teixeira on 08/04/2016 at 18:38

    “Os alimentos” está a mais por engano.😦

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: