Magusto, Halloween, Samhain… qual é o nome?

Magusto/Magosto, Halloween ou Samhain/Samaín? Como devemos chamar-lhe na Galiza?

Todas essas palavras e variantes indicam umha época (nom só um dia ou umha noite) que é esta época que começa em breve e que para nós, Druidistas, é a mais importante do ano.

Dito doutro jeito, venhem indicar o mesmo apesar das diferenças de forma, entendíveis pola separaçom geográfica e o passo do tempo.
Ora bem, essas diferenças de nome e forma seica proem algo de mais a algumha gente e fica tudo um pouquinho exagerado 😉

Como Druidistas obviamente nom observamos essa celebraçom mas, a modo de exemplo, seria como discutir se o Natal deveria chamar-se Christmas (em inglês) ou Nollaig (em gaélico), fazendo referência tamém às óbvias diferenças de forma nos EUA, na Irlanda e na Galiza. Claro que é diferente e tem nomes diferentes, mas responde a um mesmo fenómeno.

Entendamos que foi paradoxalmente “graças” à invasom comercial do Halloween (desde os EUA) que acabamos por estabelecer a conexom com o Samhain (irlandês) e daí a contextualizaçom e investigaçom do nosso próprio Magusto dentro do seu marco cultural natural que é a Europa Atlântica.

Na Irlanda andam no mesmo processo, seja dito, derivado igualmente dum rejeitamento ao comercialismo extremo que chega da outra beira do oceano. É só agora que muita gente lá conhece a realidade do Halloween como umha festa celta exportada polos seus próprios emigrantes e retornada séculos depois com alguns enfeites de mais (por dizê-lo de maneira amável).

Mas fagamos memória nós: Quem falava nas ruas da Galiza do Samhain há uns anos?
Agora está nas escolas, na publicidade, nos centros sociais, e cria-se umha espécie de “ortodoxia” contra o Halloween como se Samhain/Samaín fora palavra galega (que nom é) e representara melhor algo que percebemos como deturpado no Halloween.

Porém, haveria que ver isto com umha afortunada e inesperada re-descoberta a grande escala da nossa conexom altântica. Sejamos consequentes entom, admitamo-lo e entendamos que estamos ainda no meio dum processo. Poderíamos dizer algo assim como “Thank you Halloween – Bye bye Halloween” 😀

Numha reviravolta mais à frente veremos que sempre foi o Magusto quando passe, tamém, a moda do Samaín (em verdade pronunciado ‘sáu-in’), e que Magusto é a palavra a usar na Galiza maravilhando-nos à vez no milenar vencelho da nossa grande cultura céltica.

Assim pois, aprendamos o que de verdade era celebrado nestes dias além do nome, recuperemos todos os costumes tradicionais idênticos cá e lá, desejemos aos nossos irmans e irmás do norte um feliz Samhain e partilhemos com eles e elas o nosso Magusto, que é muito mais que simplesmente comer castanhas. Por isto nom perdades a publicaçom especial que colocaremos na manhá do dia 31… 😉

 

Gostas da IDG? Tu podes ajudar a que este trabalho continue – Do you like the IDG? You can help us continuing our work 🙂
Anúncios

Roteiro da Pantalha, e vam quatro!

Cartaz deste IV Roteiro da Pantalha, 2014
Cartaz deste IV Roteiro da Pantalha, 2014. Vem celebrar o Magusto e o Ano Novo celta! (clica para alargares)

Giamos, a metade escura do ano, é já umha realidade acompanhada por fim do tempo Outonal. A chamada ‘Maré de Magusto’ apanha fôlegos e toda crente Druídica decerto sente a iminente chegada do aninovo celta, a festa do Samain, Halloween, a nossa época de Magusto, nomes todos que nom deixam de fazer referência e este tempo tam especial, a principal celebraçom do ano, quando o ar enche-se de cheiros a castanha assada.

Assim, na sua quarta ediçom, a A.C. Amigas da Cultura e o colectivo Capitán Gosende organizam um novo Roteiro da Pantalha (nome local da Estadea ou ‘Santa Companha’), após o grande sucesso das ediçons anteriores (ver, como exemplo, algumhas fotos do 2011, 2012 e 2013). Tamém, como nas outras ocasions, a Irmandade Druídica Galaica estará presente apoiando esta iniciativa de convívio para conhecermos melhor as antergas tradiçons da nossa terra e celebrarmos em comunidade.

A noite mais especial – do 31 de Outubro ao 1 de Novembro – começará às 20h com umha caminhada desde a aldeia de Pedre (Cerdedo, Terra de Montes), que rematará com um generoso banquete e sessom de conta-contos participativa na Casa Florinda (Pedre).

Para apontar-se à ceia (18€) ou para dormidas (15€/pessoa, almoço incluído, vagas muito limitadas) é precisa reserva com o próprio estabelecimento (Tlf. 687 742323 / 986 753180; correio-e florindarural@gmail.com).

A simples assistência e a caminhada estám, obviamente, livres de todo custo.

É altamente aconselhado trazer calçado ajeitado para terrenos molhados e irregulares e boa iluminaçom (tradicional e/ou eléctrica), pois o percurso encontrara-se na mais absoluta escuridom e pode que as condiçons climáticas nom estejam do nosso favor.

 

Importante: Esta actividade acima anunciada tem carácter cultural e celebratório mas nom estritamente religioso. Para as/os Caminhantes interessadas/os no rito religioso será preciso contactar directamente com a IDG (idg @ durvate.org). Aquelas/es que nom o fizerem e os seus nomes nom forem confirmados nom poderám participar no ritual da IDG. Um texto de carácter religioso será publicado neste mesmo espaço, aliás, mais próximo da data em questom.

 

Gostas da IDG? Tu podes ajudar a que este trabalho continue – Do you like the IDG? You can help us continuing our work 🙂

Preparando o Magusto e o ‘Roteiro da Pantalha’

Cartaz da já terceira edição do 'Roteiro da Pantalha'. Vem celebrar o Magusto e o Ano Novo connosco!
Cartaz desta terceira edição do ‘Roteiro da Pantalha’. Vem celebrar o Magusto e o Ano Novo celta connosco! (clica para alargares)

Por terceiro ano consecutivo a A.C. Amigas da Cultura e o colectivo Capitán Gosende organizam mais um Roteiro da Pantalha (nome local da Estadea ou ‘Santa Companha’), após o sucesso das ediçons anteriores.  Tamém, como nas outras ocasions, a Irmandade Druídica Galaica estará presente apoiando esta iniciativa de convívio para conhecermos melhor as antergas tradiçons da nossa terra e celebrarmos em comunidade o ano novo e a época de Magusto (Samain), que começa em breve.

A noite mais especial do ano – do 31 de Outubro ao 1 de Novembro – começará às 20h com umha caminhada desde a aldeia de Pedre (Cerdedo, Terra de Montes) até o santuário de Serrápio e volta, e rematará com um generoso banquete e sessom de conta-contos  participativa na Casa Florinda (Pedre). Para apontar-se à ceia (18€) ou para dormidas (15€/pessoa, almoço incluído, vagas muito limitadas) é precisa reserva com o próprio estabelecimento (Tlf. 687 742323 / 986 753180; correio-e florindarural@gmail.com). A simples presença e a caminhada estám, obviamente, livres de todo custo.

É altamente aconselhado trazer calçado ajeitado para terrenos molhados e irregulares e boa iluminaçom (tradicional e/ou eléctrica), pois o percurso encontrara-se na mais absoluta escuridom e pode que as condiçons climáticas nom estejam do nosso favor.

Importante: Esta actividade acima anunciada tem carácter cultural e celebratório mas nom estritamente religioso. Para as/os Caminhantes interessadas/os no rito religioso será preciso contactar directamente com a IDG (idg @ durvate.org). Aquelas/es que nom o fizerem e os seus nomes nom forem confirmados nom poderám participar no ritual da IDG. Um texto de carácter religioso será publicado neste mesmo espaço, aliás, mais próximo da data em questom.

 

Gostas da IDG? Tu podes ajudar a que este trabalho continue – Do you like the IDG? You can help us continuing our work 🙂